Como lidar com o ciúme excessivo dos que amam muito

Hoje em dia depois de muitas pesquisas  a ciência finalmente consegue classificar o ciúme como uma doença onde o sentimento de posse e obsessão comandam uma relação amorosa de qualquer tipo, principalmente a de casais hetero ou homossexuais. Para quem sente, o ciúme é encarado de forma natural como um sentimento tão forte como amor, e as atitudes ciumentas agem como “uma prova de amor”, mas para quem sofre com o ciúme do parceiro (a) as consequências podem ser horríveis, pois o sentimento de prisão e pressão ficam claro no relacionamento. Mas como lidar com o ciúme excessivo dos que amam? Essa é uma pergunta que todas as pessoas que amam um ciumento (a) se fazem, para estes casos sempre existem pequenas atitudes que ajudam a equilibrar o sentimento de posse e muitas vezes podem “curar” estes ciumentos de plantão. Geralmente essas pessoas que “amam demais” agem de forma estranha querendo controlar todos os passos do parceiro (a), ligando de hora em hora, fica bravo (a) quando passa alguém bonito na frente, não suporta a presença de outra pessoa do mesmo sexo perto de seu amado (a), fica no pé, impede-o (a) de realizar certas atividades, briga por qualquer coisa, é pressão que ninguém aguenta.
Para estes casos o melhor a se fazer é conversar, o diálogo sempre resolve tudo em qualquer questão, use sempre o seu poder de persuasão para convencer ele ou ela de que isso não está certo e para firmar o que você diz exponha fatos que sejam convincentes como provar para ele (a) que não há motivos para insegurança, mostre para ele (a) o quanto ele (a) é bonito (a), que você realmente não pensa em ninguém mais, quando começar uma crise de ciúme das bravas procure fazer piadas com o que está acontecendo, por mais que o momento não seja dos melhores, mostre o quanto é infantil e inútil tal atitude, no começo não será nada fácil, mas aos poucos a pessoa vai descobrindo o quão errado (a) está e mudar as suas atitudes e ao invés das brigas deixará prevalecer o amor que realmente existe entre vocês, mas caso a mudança não aconteça o melhor é indicar um tratamento psiquiátrico ou então as instituições especializadas nesses casos como o Grupo Mada – Grupo das Mulheres que Amam Demais Anônimas, e também serve para os homens. O importante é lembrar que nestes casos “pulso firme” é a melhor dica, quando você for tomar alguma atitude não volte atrás e nem deixe as vontades dele (a) prevalecerem, um relacionamento é construído a dois e não sozinho.

1 comentários:

Donna disse...

Ciúmes na medida certa é como o sal;dá um gostinho na relação,mas quando passa do ponto pode se transformar em um veneno mortal para o amor. Além disto, pode representar insegurança no parceiro(a)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...